EURO R$ 6,32 -0,24% BBDC4 R$ 20,87 +1,61% DÓLAR R$ 5,54 +0,06% MGLU3 R$ 6,33 +3,94% ABEV3 R$ 15,10 +0,73% PETR4 R$ 31,45 +3,73% IBOVESPA 106.927,79 pts +1,33% ITUB4 R$ 23,50 -0,76% VALE3 R$ 84,69 +0,58% GGBR4 R$ 28,28 +0,04%
EURO R$ 6,32 -0,24% BBDC4 R$ 20,87 +1,61% DÓLAR R$ 5,54 +0,06% MGLU3 R$ 6,33 +3,94% ABEV3 R$ 15,10 +0,73% PETR4 R$ 31,45 +3,73% IBOVESPA 106.927,79 pts +1,33% ITUB4 R$ 23,50 -0,76% VALE3 R$ 84,69 +0,58% GGBR4 R$ 28,28 +0,04%
Delay: 15 min
Mercado

Conheça 5 ETFs que custam até R$ 20

A lista foi criada pela Ativa Investimentos para investidores que estão iniciando no mercado

ETFs podem ser opções baratas e fáceis para diversificar os investimentos. Foto: Envato Elements
  • Para o investidor iniciante, o mercado financeiro pode ser confuso. Construir uma carteira, diversificar investimentos, balancear riscos, tudo isso não é algo trivial
  • Pensando em facilitar para os 'novatos', Felipe Vella, analista técnico da Ativa Investimentos, separou 5 ETFs que custam até R$ 20 cada
  • Um ETF (exchange-traded fund) é um fundo que replica a carteira de determinado índice, mas que é negociado na Bolsa em forma de ações comuns

Para o investidor iniciante, o mercado financeiro pode ser confuso. Construir uma carteira, diversificar investimentos, balancear riscos, tudo isso não é algo trivial, principalmente em um momento em que a Bolsa de Valores brasileira e até mesmo as taxas de títulos públicos passam por intensa volatilidade. Pensando em facilitar para os ‘novatos’, Felipe Vella, analista técnico da Ativa Investimentos, separou 5 ETFs (exchange-traded fund, na sigla em inglês) que custam até R$ 20 cada.

Um ETF é um fundo que replica a carteira de determinado índice, mas que é negociado na Bolsa em forma de ações comuns. De acordo com Vella, esse tipo de ativo é um bom investimento para quem ainda está dando os primeiros passos na renda variável, já que auxilia na diversificação do portfólio de maneira fácil. Em outras palavras, comprar um ETF equivale a comprar uma carteira, que pode ser composta por papéis nacionais, estrangeiros ou até mesmo por criptoativos.

“Com ETF’s o investidor não precisa ‘escolher’ os ativos para diversificar, esses ativos compõem um índice passivo como IBOV, IFIX ou S&P500. Outra vantagem é que via ETF o investidor iniciante pode investir em ativos ou classes de ativos que, normalmente, não são acessíveis com um valor tão baixo como Bitcoin ou o setor de cannabis, por exemplo”, explica Vella.

Confira os 5 ETF’s indicados pelo especialista:

  • XFIX11

Esse ETF replica o desempenho do IFIX, índice de fundos imobiliários, e custa cerca de R$ 9. É o primeiro fundo de índice imobiliário do Brasil e foi lançado no final de 2020.

  • BOVX11

Replica o desempenho do Ibovespa, principal índice de ações da B3, criado este ano e gerido pela XP Allocation Asset. Funciona de maneira semelhante ao famoso e tradicional ‘BOVA11’, mas por um valor menor. Atualmente, para comprar o BOVA11, o investidor precisa desembolsar pelo menos R$ 100, enquanto o BOVX11 custa cerca de R$ 10.

  • SPXB11

Esse ETF segue o S&P500, o maior índice do mercado americano composto pelas 500 maiores ações. Segundo a Ativa Investimentos, com ele é possível fazer diversificação internacional de maneira fácil e dolarizar a carteira. O custo deste produto, gerido e administrado pelo BTG Pactual, é de cerca de R$ 13.

  • XINA11

Na esteira dos fundos de índices para diversificação internal, este ETF custa menos de R$ 10 e replica o índice iShares MSCI China, composto por 700 empresas chinesas de grande e médio porte.

  • QBTC11

Este é o primeiro ETF com alocação de 100% em bitcoin (BTC) da América Latina, que estreou em junho deste ano. Este produto é o que tem o preço mais alto dentre os 5 fundos de índice selecionados pela Ativa, e tem custo de R$ 22.

 

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos