Mercado

O que esperar da economia com o avanço do coronavírus

As estimativas dos especialistas ouvidos pelo Focus

O que esperar da economia com o avanço do coronavírus
O volume financeiro global de emissões sustentáveis chegou a US$ 1,6 trilhão no biênio 2020-2021. Sede do Banco Central, em Brasília (DF). Foto: Dida Sampaio/Estadão
  • Projeção do PIB brasileiro caiu de 1,68% para 1,48%
  • Os economistas mantiveram suas projeções da Selic em 3,75% para o fim de 2020
  • Para 2021, a Selic foi mantida em 5,25%

(Lorenna Rodrigues, Estadão Conteúdo) A expectativa de crescimento da economia brasileira em 2020 caiu de alta de 1,68% para 1,48%, conforme o Relatório de Mercado Focus, divulgado hoje pelo Banco Central.

Há quatro semanas, a estimativa era de crescimento de 2,20%. Para 2021, o mercado financeiro manteve a previsão de alta do Produto Interno Bruto (PIB), de 2,50%. Quatro semanas atrás, estava no mesmo patamar. A projeção, no entanto, está bem acima da feita pelo governo. Na última sexta-feira (20), a equipe econômica revisou a estimativa para o desempenho da economia em 2020 de alta de 2,1% para apenas 0,02%.

Em dezembro, o BC havia atualizado, por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI), sua projeção para o PIB em 2020, de alta de 1,8% para elevação de 2,2%. Uma nova estimativa será divulgada no RTI da próxima quinta-feira (26). No início de março, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o crescimento do PIB em 2019 ficou em 1,1%. Em fevereiro, o BC informou que seu Índice de Atividade (IBC-Br) teve baixa de 0,27% em dezembro ante novembro, na série com ajustes sazonais.

E como fica a Selic?

Após o Copom cortar os juros em 0,5 ponto porcentual na semana passada, para 3,75% ao ano, os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic no fim de 2020 e para os próximos três anos.O Focus trouxe hoje que a mediana das previsões para a Selic neste ano permanece em 3,75%. Há um mês, estava em 4,25%.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Já entre as instituições que mais acertam projeções no médio prazo, denominadas Top 5, a estimativa para a Selic no fim de 2020 permaneceu em 3,38%. Há quatro semanas, estava em 4,25%. Considerando todos os participantes do Focus, a projeção para a Selic no fim de 2021 foi mantida em 5,25% de uma semana para a outra, ante 6,00% de quatro semanas atrás. No caso de 2022, a projeção continuou em 6,00%, também a mesma de um mês antes.

Para 2022, permaneceu em 6,25%, era 6,50% quatro semanas atrás. No Top 5, a projeção para a Selic ao fim 2021 permaneceu em 5,00%, ante 5,75% de quatro semanas antes. Para 2022 e 2023, as estimativas para a Selic no Top 5 continuaram em 6,00%.

No comunicado da decisão de cortar a Selic para 3,75% ao ano na semana passada, o Copom avaliou que, neste momento, vê como adequada a manutenção da taxa de juros em seu novo patamar. “No entanto, o Comitê reconhece que se elevou a variância do seu balanço de riscos e novas informações sobre a conjuntura econômica serão essenciais para definir seus próximos passos”, ponderou o Copom.

Além disso, o BC enfatizou novamente que continuará fazendo uso de todo o seu arsenal de medidas de políticas monetária, cambial e de estabilidade financeira no enfrentamento da crise atual.

Web Stories

Ver tudo
<
Como identificar uma nota falsa?
Quanto custa comer na melhor pizzaria da América Latina, que fica em SP?
D.O.M: saiba quanto custa comer em um dos 100 melhores restaurantes da América Latina
Como receber pensão vitalícia na união estável?
Quanto Madonna já ganhou na loteria?
Quanto custa comer no 2º restaurante mais caro do mundo? Descubra
Golpes eletrônicos: confira 7 golpes digitais para roubar o seu dinheiro
Ataque cibernético: relembre 7 sabotagens que afetaram o mercado financeiro
Como investir em IA para ganhar dinheiro?
5 passos para planejar a independência financeira dos seus filhos
Como identificar as notas antigas do real que saíram de circulação?
Reforma tributária: quais alimentos terão imposto zerado ou reduzido? Confira lista
>

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos