MGLU3 R$ 8,06 -7,36% ITUB4 R$ 22,81 -1,89% DÓLAR R$ 5,61 +0,73% EURO R$ 6,35 +1,77% BBDC4 R$ 20,42 -4,00% GGBR4 R$ 25,55 -2,63% PETR4 R$ 28,47 -3,88% IBOVESPA 102.224,26 pts -3,39% ABEV3 R$ 16,69 -3,13% VALE3 R$ 68,64 -2,64%
MGLU3 R$ 8,06 -7,36% ITUB4 R$ 22,81 -1,89% DÓLAR R$ 5,61 +0,73% EURO R$ 6,35 +1,77% BBDC4 R$ 20,42 -4,00% GGBR4 R$ 25,55 -2,63% PETR4 R$ 28,47 -3,88% IBOVESPA 102.224,26 pts -3,39% ABEV3 R$ 16,69 -3,13% VALE3 R$ 68,64 -2,64%
Delay: 15 min
Mercado

Prata supera ouro e é o metal nobre mais valorizado do ano

Ativo também tem potencial de valorização maior, afirmam especialistas

Medalha de prata dos Jogos Olímpicos Rio 2016 Foto wilton junior
Medalha de prata dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Foto: Wilton Júnior/Estadão
  • Prata é o metal com maior valorização em 2020, com alta de 53,73%, ante a 28,04% do ouro
  • Perspectivas para o metal também são mais positivas, pois a commodity ainda está com preço descontado e é mais utilizada pela indústria
  • Investimentos em prata podem ser feitos via fundos ou corretoras no exterior

Renovando sua cotação máxima histórica em 2020 e ainda com boa perspectiva, o ouro tem atraído a atenção de diversos investidores. Apesar disso, o ativo não é o metal com maior valorização no ano e nem o que deve continuar com o melhor desempenho.

Até o fechamento do mercado desta quarta-feira (2), a prata tem valorização de 53,73% 2020, a US$ 27,43 a onça troy, unidade usada para sua comercialização. Já o ouro encerrou o pregão a US$ 1.942,65 a onça troy, com alta de 28,04% no período.

Além da performance anual superior, fontes do mercado consultados pelo E-Investidor afirmam que a prata também possui maior potencial de valorização. Isso ocorre porque os dois ativos se beneficiam pelo mesmo fator, a busca dos investidores por proteção.

“A demanda por eles aumenta em períodos de incerteza econômica e volatilidade nos mercados financeiros”, diz Rodrigo Knudsen, gestor de investimentos da Vitreo.

Porém, a prata conta com alguns diferencias sobre o ouro, como sua utilização na indústria. Enquanto o ouro não é muito aproveitado, a prata está presente em diferentes produtos que estão em alta no momento, como painéis fotovoltaicos, carros elétricos e produtos tecnológicos.

“A questão tecnológica e da energia limpa aumenta a demanda por estes objetos e também movimenta a prata”, afirma Guilherme Giserman, estrategista internacional da XP.

Além disso, o ouro já está em seu valor mais alto da história, mas a prata ainda está longe desse patamar. Em 2011, o metal alcançou o valor de US$ 45 a onça troy. Portanto, a commodity tem espaço maior para valorização.

“O ouro também tem boa perspectiva, mas a da prata é melhor. Não me surpreenderia se o ativo dobrasse o valor no longo prazo”, comenta Giserman.

Segundo os especialistas, a diferença no preço dos metais se deve ao fato da prata ser menos cobiçada. No início da crise, os investidores apostaram suas fichas no ouro e só depois começaram a prestar mais atenção na prata. “Os holofotes focaram no ouro e o preço da prata ficou defasado”, diz Knudsen.

Ou seja, por ainda apresentar um preço descontado, em relação ao seu valor mais alto, e a sua grande utilização na indústria, a prata ostenta uma perspectiva melhor. “A prata tem esse potencial maior embutido”, salienta o estrategista da XP.

Como investir em prata?

Diferentemente do ouro, não é possível investir em prata diretamente por contratos na bolsa brasileira. Para aplicar no metal, o investidor deve alocar seus recursos em um fundo atrelado ao ativo ou abrir conta em um corretora no exterior que negocie a commodity.

A Vitreo, por exemplo, oferece o fundo Vitreo Prata FIM e no exterior é possível investir diretamente em contratos ou no ETF SLV, que é atrelado ao metal. Antes de realizar aplicação, no entanto, os especialistas alertam para os cuidados da operação.

“Os metais são ativos de proteção. Então, eles sobem em momentos de preocupações e tendem a perder atratividade em um cenário de euforia da Bolsa”, diz Giserman.

Ademais, Knudsen explica que a prata tem volatilidade maior que o ouro. Com isso, os investidores precisam estar ciente dos riscos da operação antes de apostar no ativo. “Nem sempre a prata acompanha a movimentação do ouro”, afirma o gestor da Vitreo.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos