Publicidade

Últimas notícias

Ibovespa hoje: índice contraria NY e fecha em queda no retorno do carnaval

Na B3, o pregão só começou a partir das 13h

Ibovespa hoje: índice contraria NY e fecha em queda no retorno do carnaval
Ibovespa. (Foto: Daniel Teixeira/Estadão)

Ibovespa fechou em queda nesta quarta-feira (14), dia que marcou a retomada das negociações na Bolsa brasileira após o recesso de carnaval. A principal referência da B3 terminou o pregão em baixa de 0,79%, aos 127.018,29 pontos, oscilando entre máxima a 128.025,70 pontos e mínima a 126.662,85 pontos.

O movimento da Bolsa brasileira se ajustou às quedas registradas em Nova York na véspera, quando o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) foi divulgado, vindo acima das estimativas do mercado, após avançar 0,3% em janeiro ante dezembro e 3,1% na taxa anual.

Em Wall Street, os índices acionários americanos se recuperaram das perdas de terça-feira (13) e fecharam em alta. Dow Jones subiu 0,39%, enquanto Nasdaq e S&P 500 registraram ganhos de 1,30% e 0,96%, respectivamente.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

No continente europeu, as Bolsas também encerraram majoritariamente em alta nesta quarta (14), em movimento de recuperação após balanços mistos e dados locais ajudarem na correção de parte das perdas da véspera.

Na B3, o pregão foi mais curto no retorno do carnaval e começou a partir das 13h. Ações de grande peso para a composição do Ibovespa operaram no campo negativo, como os papéis da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR3, PETR4). O Índice Financeiro (IFNC), que reúne os papéis de grandes bancos, também ficou no vermelho.

A exceção foram os papéis do Banco do Brasil (BBAS3), que contrariaram os pares e ficaram entre os principais destaques positivos da sessão. Os ativos tiveram um dia de ajuste técnico, após perda de 1,66% na última sexta-feira (9), em repercussão ao balanço do quarto trimestre de 2023 do banco.

As ações da Alpargatas (ALPA4) também se saíram bem no pregão e chegaram a liderar os ganhos do Ibovespa, confirmando o desempenho da última sexta (9), quando os papéis da varejista valorizaram 7,48%, a R$ 8,62.

Do lado oposto, as ações da Eneva (ENEV3) ficaram entre os principais destaques negativos do dia. Ao Broadcast, Thiago Lourenço, operador de renda variável da Manchester Investimentos, explicou que a desvalorização do papel se deu pela forte queda do preço do gás natural nos Estados Unidos.

Publicidade

Na sexta-feira (9), a principal referência da B3 encerrou a sessão em queda de 0,15%, aos 128.025,70 pontos, em meio à cautela antes do recesso de carnaval, que deixou a Bolsa brasileira sem negociações na segunda-feira (12) e na terça-feira (13).

Como é calculado o Índice Ibovespa?

O sistema de pontos Ibovespa busca representar o comportamento dos preços do conjunto de ações nos pregões administrados pela B3. Cada ponto equivale a 1 real. Assim, uma carteira com uma composição idêntica ao do índice custa aproximadamente R$ 120 mil, que é a quantidade de pontos do Ibovespa.

Apesar de a pontuação ser importante para compreender a valorização da Bolsa, a variação de pontos durante um período é uma referência mais relevante para entender e comparar o desempenho das ações e de fundos de renda variável. Dessa maneira, qualquer investimento do tipo deve ter uma rentabilidade maior do que essa taxa para ser considerado bom.

A flutuação do índice reflete a expectativa dos investidores em relação aos ativos e aos cenários interno e externo. Quando a pontuação do Ibovespa sobe, isso significa que, na média, as ações que a compõem se valorizaram. O movimento de queda indica que boa parte dos papéis fechou o dia no vermelho.

Web Stories

Ver tudo
<
>