Educação Financeira

Senado aprova recriação do seguro DPVAT; veja o custo para motoristas

Tarifa será paga uma vez ao ano por proprietários de veículos automotores e motocicletas

Senado aprova recriação do seguro DPVAT; veja o custo para motoristas
DPVAT 2024: veja valores. Foto: Envato Elements

O Senado Federal aprovou na última quarta-feira (8) a recriação do seguro DPVAT (passa a se chamar SPVAT), que visa cobrir indenizações às vítimas de acidentes de trânsito. A medida passou com a votação estritamente necessária: 41 votos favoráveis. A proposta seguirá para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), antes de adquirir caráter de lei.

Com a implementação da medida, os proprietários de veículos automotores e motocicletas terão de pagar, uma vez ao ano, o Seguro Obrigatório para Proteção de Vítimas de Acidente de Trânsito (SPVAT), a partir de 2025.

O valor da taxa para cada motorista ainda não foi definido, assim como a data do pagamento. No entanto, a equipe econômica do governo estima que a tarifa deverá ser estabelecida entre R$ 50 e R$ 60.

Publicidade

Conteúdos e análises exclusivas para ajudar você a investir. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

A cobrança ainda pode variar de acordo com o tipo do veículo. Licenciamento do veículo, transferência de propriedade e baixa do registro estarão condicionados ao pagamento da tarifa.

O SPVAT prevê a criação de um fundo comum de reservas utilizadas para pagar indenizações por morte, invalidez, oferecidas a vítimas de acidentes. O saldo dessa reserva também se destina ao reembolso de despesas médicas, gastos funerários e reabilitação profissional de vítimas com invalidez.

Vítimas de acidentes e seus representantes podem pedir assistência por meio do aplicativo DPVAT (ainda com o nome antigo), para celulares Android e iOS, ou de maneira presencial, em uma agência da Caixa Econômica Federal. Os beneficiários de planos de saúde e seguradoras privadas não têm direito ao auxílio oferecido pelo SPVAT.

Vale lembrar que alguns pontos da proposta de lei que recria o antigo seguro DPVAT podem ser vetados pela presidente Lula.