MGLU3 R$ 6,76 -1,74% EURO R$ 6,38 -0,07% ITUB4 R$ 23,06 +3,78% BBDC4 R$ 20,82 +5,08% DÓLAR R$ 5,65 +0,11% IBOVESPA 104.466,24 pts +3,66% GGBR4 R$ 27,66 +5,69% PETR4 R$ 28,36 +6,99% ABEV3 R$ 16,01 +0,95% VALE3 R$ 73,49 +4,64%
MGLU3 R$ 6,76 -1,74% EURO R$ 6,38 -0,07% ITUB4 R$ 23,06 +3,78% BBDC4 R$ 20,82 +5,08% DÓLAR R$ 5,65 +0,11% IBOVESPA 104.466,24 pts +3,66% GGBR4 R$ 27,66 +5,69% PETR4 R$ 28,36 +6,99% ABEV3 R$ 16,01 +0,95% VALE3 R$ 73,49 +4,64%
Delay: 15 min
Mercado

Carteira ESG engloba 37% do mercado acionário no Brasil

Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) deve conquistar espaço na Bolsa com crescente demanda pelo segmento

b3
(Foto: Divulgação B3)
  • Criado em 2005, o ISE é composto por 36 ações de 30 empresas com as melhores performances ESG listadas na bolsa
  • Atualmente, 27 papéis que compõem o ISE também fazem parte do Ibovespa, o principal índice da B3. No ano, ele tem desvalorização agregada de 5,72%, enquanto o IBOV cai 11,54%
  • Com a crescente demanda dos investidores por empresas ESG, mais companhias vão desejar compor o índice, pegando carona para se valorizarem

Na bolsa de valores brasileira, 36 ações de 30 empresas com as melhores performances sob o aspecto ESG (Environmental, Social and Governance) compõem o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Criada em 2005, a carteira teórica de 2020 engloba 37,62% (R$ 1,64 trilhão) do valor total do mercado acionário do Brasil, segundo dados da B3. Em português, a sigla ESG é representada por ASG (Ambiental, Social e Governança Corporativa).

O ISE é apenas um entre os 23 índices que compõem o mercado de capitais nacional. Para fazer parte da carteira, a empresa precisa cumprir uma série de requisitos da sustentabilidade corporativa, baseada em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa.

Além disso, as companhias são aprovadas pelo Conselho Deliberativo do ISE (CISE), que tem como missão garantir um processo transparente de construção do índice e de seleção das empresas. O órgão é composto por 11 instituições que na prática escolhem as integrantes do índice dentre uma extensa lista de empresas elegíveis.

Atualmente, 27 papéis que compõem o ISE também fazem parte do Ibovespa, o principal índice da B3. Até às 11h40 desta quarta-feira (26), o ISE tem alta agregada baixa anual de 6,06%, aos 3.889,56 pontos. Já o IBOV cai 12,05% em 2020.

Confira as ações que compõem o ISE

EmpresaCotaçãoVariação no ano
Banco do Brasil (BBAS3)*R$ 33,45-35,17%
Bradesco (BBDC3)*R$ 19,72-35,95%
Bradesco (BBDC4)*R$ 21,28-34,90%
BR Distribuidora (BRDT3)*R$ 22,30-25,84%
BRF (BRFS3)*R$ 20,38-42,10%
Braskem (BRKM5)*R$ 24,28-18,66%
B2W (BTOW3)*R$ 114,9182,80%
CCR (CCRO3)*R$ 13,50-27,18%
Cielo (CIEL3)R$ 5,03-39,69%
Cemig (CMIG3)R$ 11,00-29,44%
CemigCMIG4R$ 10,80-21,68%
Copel (CPLE3)R$ 63,22-8,51%
Copel (CPLE6)R$ 63,51-8,05%
Duratex (DTEX3)R$ 15,90-4,90%
Ecorrodovias (ECOR3)*R$ 13,52-17,06%
Engie (EGIE3)R$ 42,75-15,85%
Eletrobras (ELET3)*R$ 37,423,11%
Eletrobras (ELET6)*R$ 37,552,62%
Energias (ENBR3)*R$ 17,66-17,90%
Fleury (FLRY3)*R$ 24,99-16,14%
Itaúsa (ITSA4)*R$ 9,84-27,49%
Itaú Unbanco (ITUB3)R$ 23,37-24,47%
Itaú Unibanco (ITUB4)*R$ 24,52-31,79%
Klabin (KLBN11)*R$ 26,5844,54%
Lojas Americanas (LAME3)R$ 27,9842,10%
Lojas Americanas (LAME4)*R$ 32,8226,72%
Light (LIGT3)R$ 16,13-32,11%
Lojas Renner (LREN3)*R$ 42,12-24,77%
Movida (MOVI3)R$ 16,98-10,68%
MRV (MRVE3)*R$ 19,14-11,18%
Natura (NTCO3)*R$ 50,5030,59%
Santander (SANB11)*R$ 29,25-37,92%
AES Tiete (TIET11)R$ 15,05-2,78%
TIM (TIMP3)*R$ 14,77-5,26%
Telefônica Brasil (VIVT4)*R$ 49,65-9,45%
WEG (WEGE3)*R$ 66,7593,53%

Fonte: Estadão/Broadcast *Ação compõe o Ibovespa

ISE deve conquistar relevância no mercado

Apesar de ser considerado um índice pequeno dentro da B3, o ISE deve ganhar destaque dentro da bolsa nos próximos meses e anos, segundo especialistas consultados pelo E-Investidor. “A onda por investimentos ESG é global. Lá fora já se consolidou e aqui vai seguir a mesma tendência”, diz Rodrigo Franchini, sócio da Monte Bravo Investimentos.

Com isso, cada vez mais os investidores irão buscar empresas com boas práticas no assunto e o índice ganhará cada vez mais importância. “Ele será o Ibovespa das companhias com os melhores ESG”, afirma Lucas Carvalho, analista da Toro Investimentos.

Portanto, conforme a demanda dos investidores por empresas ESG for crescendo, o ISE tende a elevar sua relevância dentro da B3. “Ele traduz para o investidor as empresas com os menores riscos ambientais, sociais e de governança corporativa”, comenta Franchini.

“Sua importância ainda é muito embrionária, mas a tendência é ganhar notoriedade na B3”, comenta Carvalho, da Toro, salientando que a empresa pertencer ou não ao ISE vai se tornar um critério relevante de tomada de decisão do investidor em um futuro próximo.

Empresas vão querer estar dentro do ISE

Com a crescente demanda dos investidores por empresas ESG, mais companhias vão desejar compor o índice, pegando carona para se valorizarem. “As empresas estão percebendo que, além de bom para a imagem, o ESG também é positivo financeiramente”, diz Franchini, da Monte Bravo.

Carvalho lembra que muitas gestoras internacionais já moldaram sua análise para levar em conta a pauta ESG. Deste modo, a tendência é que o ISE vai ganhe mais peso na avaliação tanto dos grande como dos pequenos investidores. E as companhias estão percebendo este movimento.

“Vai valer cada vez mais a pena a empresa fazer esforços para estar dentro do índice, principalmente para ficar mais atrativa aos investidores internacionais que fazem grandes aportes”, comenta o analista da Toro.

Ou seja, um fator puxa o outro e o ISE tende a ganhar relevância conforme o interesse no índice aumente. “É uma direção que não tem volta”, afirma Franchini.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos