MGLU3 R$ 7,05 +4,29% EURO R$ 6,40 +0,24% BBDC4 R$ 20,76 -0,29% ITUB4 R$ 22,98 -0,35% DÓLAR R$ 5,66 +0,06% ABEV3 R$ 16,00 -0,06% IBOVESPA 105.069,69 pts +0,58% GGBR4 R$ 27,85 +0,69% PETR4 R$ 28,76 +1,41% VALE3 R$ 71,87 -2,20%
MGLU3 R$ 7,05 +4,29% EURO R$ 6,40 +0,24% BBDC4 R$ 20,76 -0,29% ITUB4 R$ 22,98 -0,35% DÓLAR R$ 5,66 +0,06% ABEV3 R$ 16,00 -0,06% IBOVESPA 105.069,69 pts +0,58% GGBR4 R$ 27,85 +0,69% PETR4 R$ 28,76 +1,41% VALE3 R$ 71,87 -2,20%
Delay: 15 min
Mercado

Saiba quais empresas realizam IPO na B3 no segundo semestre

Após interrupção devido à pandemia, começa a retomada dos planos de abertura de capital em 2020

Investidores debatem sobre IPO, OPA e Follow On na bolsa de valores brasileira
Investidores debatem sobre IPO, OPA e Follow On na bolsa de valores brasileira (Foto: Daniel Teixeira/Estadão)
  • Pelo menos outras nove empresas retomam os planos de abrir capital na segunda metade de 2020
  • Número de estreias ainda pode subir, além dessas já programadas para a próxima janela. Conforme noticiou o Estadão/Broadcast, entre IPOs e ofertas subsequentes, estão na fila de 30 a 50 ofertas de ações
  • A Aura Minerals (AURA33) já realizou a sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) neste mês, com a captação de R$ 790 milhões, e se tornou a primeira produtora de ouro na bolsa brasileira

O segundo semestre do ano deve ser movimentado na B3, com a chegada de novas empresas. A Aura Minerals (AURA33) já realizou a sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) neste mês, com a captação de R$ 790 milhões, e se tornou a primeira produtora de ouro na bolsa brasileira. Mas pelo menos outras nove empresas retomam os planos de abrir capital na segunda metade de 2020.

O número de estreias ainda pode subir, além dessas já programadas para a próxima janela. Conforme noticiou o Estadão/Broadcast, entre IPOs e ofertas subsequentes, estão na fila de 30 a 50 ofertas de ações.

Confira quais empresas já anunciaram planos de abrir capital na B3 em 2020:

Ambipar

Já em andamento na B3, a companhia de gestão ambiental Ambipar (AMBP3) conseguiu precificar sua oferta pública inicial de ações em R$24,75, no topo da faixa indicativa. Com isso, a empresa deve captar R$ 1,08 bilhão. O início da negociação das ações está previsto para a próxima segunda-feira (13).

A operação, que tem como coordenadores o Bradesco BBI, o BTG Pactual e o Bank of America, previa oferta primária de 38.028.987 ações, com acréscimo de até 5.704.347 milhões de papéis suplementares. Já a oferta secundária de 7.605.795 não ocorreu, segundo informou à Reuters uma fonte próxima à transação.

BR Partners

Segundo a coluna de Lauro Jardim, o banco de investimento BR Partners contratou BTG Pactual, Bank of America e Credit Suisse para levantar R$ 600 milhões em um IPO. Os recursos serviriam para financiar o crescimento das áreas de mercados de capitais, créditos estruturados e derivativos.

Fontes disseram à Reuters que a oferta deve ser de ações primárias, com previsão para o mês de setembro. O BR Partners foi fundado há 10 anos por Ricardo Lacerda, Andréa Pinheiro e Jairo Loureiro.

d1000

O grupo Profarma registrou pedido de oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da sua controladora d1000 Varejo Farma Participações. Ainda sem definição de valores e datas, a oferta será primária, ou seja, o valor captado será destinado para o caixa da empresa.

A gigante do varejo farmacêutico brasileiro é formada atualmente pelas redes Drogasmil, Farmalife, Drogarias Tamoio e Drogaria Rosário, com cerca de 300 lojas distribuídas no Rio de Janeiro, Distrito Federal, Mato Grosso, Tocantins e em Goiás.

Pague Menos

A rede cearense de farmácias Pague Menos protocolou um pedido na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para entrar no segmento especial de listagem do Novo Mercado da B3, segundo fato relevante do dia 25 de junho. Conforme o documento, o registro se refere a uma oferta pública de distribuição primária e secundária de suas ações ordinárias.

Além do Ceará, a Pague Menos começou a avançar para outros estados das regiões Norte e Nordeste, e hoje tem 1.124 lojas distribuídas por 327 municípios de todos os estados brasileiros. A captação de recursos deve ajudar a financiar sua expansão.

Petz

Em fevereiro, a Pet Center, que detém a rede de produtos para animais de estimação Petz, protocolou pedido de registro para oferta inicial de ações. A operação, com ofertas primária e secundária de ações, será coordenada por Itaú BBA, Bank of America Merrill Lynch, JPMorgan e BTG Pactual, segundo o prospecto preliminar da operação.

Com a oferta primária, o objetivo da empresa é abrir lojas e hospitais e investir em tecnologia digital. Já os recursos da oferta secundária irão para a gestora norte-americana de fundos de private equity Warburg Pincus (55%) e para o fundador da Petz, Sergio Zimerman (45%).

Quero-Quero

Com os planos adiados por conta da pandemia de coronavírus, a rede varejista de materiais de construção Quero-Quero atualizou o pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A operação, que consiste em ofertas primária e secundária, será coordenada por BTG Pactual, Bank of America, Itaú Unibanco, Banco Bradesco e Banco do Brasil.

A varejista, que tem 346 lojas na região Sul, pretende usar os recursos da oferta primária para abrir e reformar lojas, investir em centros de distribuição e reforçar o capital de giro.

Riva 9

A Riva 9 Empreendimentos Imobiliários, da Direcional Engenharia, é o segundo case de oferta em andamento na B3. O período de reserva para compra de ações por pequenos investidores começou nesta quinta-feira (9) e segue até o dia 24 de julho. A estreia na bolsa está prevista para 30 de julho, com o código “RIVA3”.

A empresa disponibiliza 58 milhões de ações em oferta primária, e o intervalo indicativo de preço por ação é entre R$ 15 e R$ 19. O valor deverá ser fixado em 28 de julho, e a captação pode ultrapassar a faixa de R$ 1 bilhão.

Soma

Outro IPO que deve ser retomado é o do grupo Soma, que detém diversas marcas de moda, como Animale e Farm. A expectativa é de que a operação, com ofertas primária e secundária, aconteça até o final deste mês. Os papéis deverão ser listados no segmento Novo Mercado, da B3, mas não há ainda informações sobre prazos para a operação, nem a quantidade e a faixa indicativa de preço das ações.

O Itaú BBA deverá ser o coordenador líder da oferta. Mas a operação também contará com apoio do JP Morgan, do Bank of America e da XP investimentos. De acordo com o prospecto, o grupo, que possui 221 lojas no Brasil e duas nos Estados unidos, teve lucro líquido de R$ 126,8 milhões no ano passado e uma receita líquida de R$ 1,3 bilhão.

You Inc

A You Inc Incorporadora e Participações pediu a retomada da análise da sua oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias no Novo Mercado da B3. A empresa espera investir os recursos da oferta primária em terrenos e novas incorporações imobiliárias.

Já a oferta secundária compreende as ações de Abrão Muszkat, fundador e presidente da companhia. A coordenação da operação será do BTG Pactual e Bradesco BBI.

Nossos editores indicam este conteúdo para você investir cada vez melhor:
As 8 ações que cresceram o dobro do Ibovespa após tombo da B3

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos